Está esgotado? Veja esses TED Talks!

“Ultimamente só tenho trabalhado e dormido, e ainda sim fico cansado o dia inteiro!”

Os sinais de esgotamento estão tão claros em nosso dia a dia, porém sempre somos os últimos à notarem. Costumamos nos perder em um emaranhado de desculpas e justificativas, que servem apenas para embaçarem o “espelho” e não conseguirmos ver o que está acontecendo com nós mesmos.

Aquela dor de cabeça excessiva, bocejos o dia inteiro, a tal da pálpebra palpitante, entre outros vários sinais estão presentes em você? Provavelmente (se ainda não aconteceu seja grato), isso irá atrapalhar bastante vocês em suas relações, sejam pessoais e profissionais.

Isso é mais comum que você imagina, recorrentemente pesquisas de portais de negócios apontam entre 60 a 80% a quantidade de trabalhadores que realizam suas atividades e sobretudo estão insatisfeitos.

É muito comum no ambiente de trabalho, as pessoas não manifestarem suas insatisfações por algum tipo de receio, vindo à tona tudo só no momento em que algum problema acontece na empresa e desencadeia uma série de relatos.

Se você está passando por isso, um acompanhamento psicológico é imprescindível, e o RH da empresa que você trabalha deve saber. Isso pode ser Estafa, que tem como principais sintomas o desânimo excessivo de coisas que antes era prazerosa, vontade de voltar pra casa logo quando chega no trabalho, dores no corpo, entre outros. A Estafa quando não olhada de perto e tratada, pode acarretar uma série de tantas outras doenças, como, hipertensão, gastrites, crises de ansiedade, entre outras.

Considerando que se esse é o seu caso, você já buscou ajuda, e como bom Psicólogo que sou, a terapia é o melhor caminho, resolvi separar também alguns TED Talks que podem ajudar muito nessa caminhada de melhoria.

1 – “O poder da folga” de Stefan Sagmeister.

Por mais de 20 anos, Sagmeister colocou seu coração e alma no design de capas de álbuns de artistas como Rolling Stones e Lou Reed. Mas a cada sete anos, ele fecha seu estúdio em Nova York para um ano sabático para rejuvenescer e refrescar sua criatividade. Em sua palestra, ele explica como tirar folga permitiu que ele fizesse “algumas pequenas experiências” que se tornaram projetos inovadores.

2 – Andy Puddicombe’s “Tudo o que é preciso são 10 minutos consciente.”

Puddicombe, especialista em mindfulness, ex-monge budista e co-fundador do Headspace, aplicativos de mediação, descreve o poder transformador de não fazer nada por 10 minutos, sem ser perturbado, a cada dia.

“O triste é que estamos tão distraídos que não estamos mais presentes no mundo em que vivemos”, diz ele.

“Nós sentimos falta das coisas que são mais importantes para nós, e a loucura é que todo mundo apenas assume isso, é assim que a vida é, então nós meio que temos que seguir em frente. Isso não é como foi.”  É sobre ser e estar.”

3 – Ze Frank “Você é humano?”

O humorista on-line oferece uma lista de perguntas simples – e geralmente brutalmente honestas – que ajudarão você a responder à pergunta mais importante: “Sou humano?”

4 – Elizabeth Gilbert “Alimentando a Criatividade”

A autora de “Comer, rezar e amar” compartilha em sua conversa engraçada e pessoal a ideia de que o processo criativo não é sobre “ser” um gênio.

“Eu acho que permitir que alguém, uma mera pessoa, acredite que ele ou ela é a fonte e a essência e a fonte de todo mistério divino, criativo, incognoscível e eterno é apenas uma responsabilidade demais para colocar em um frágil, humano”, diz Gilbert. “É como pedir a alguém para engolir o sol”.

Ela acha que a pressão cria expectativas incontroláveis ​​e vem matando artistas nos últimos 500 anos. Em vez disso, ela propõe que consideremos “genial” algo que todos possuímos.

5 – Arianna Huffington “Como obter sucesso? Durma mais.”

“Eu recomendo que você feche os olhos e descubra as grandes ideias que existem dentro de nós, desligue seus motores e descubra o poder do sono”, diz ela.

6 – Shawn Achor “O segredo para trabalhar melhor”.

Ele sugere que a crença comum de que devemos trabalhar para sermos felizes é equivocada e que ao invés disso, a felicidade inspira produtividade.

7 – Kelly McGonigal “Como fazer do estresse um amigo.”

A palestra de McGonigal se concentra em como uma mudança na percepção do estresse, em vez da eliminação, poderia salvar as pessoas de uma “morte” prematura.

Acima de tudo, é muito importante acolhermos o que estamos passando e não rivalizar com nós mesmos.

Momentos de Estafa e estresse se cuidado, são oportunidades enormes para trazerem aprendizados e principalmente resignificar várias coisas para que o desejo seja apenas o caminho, e não uma vida só recheada de necessidade.

A vontade deve ser soberana!

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *