O que faz o departamento financeiro de uma empresa?

O departamento financeiro tem a função de garantir recursos para que a empresa possa cumprir seus objetivos, mantendo-se competitiva, ativa e garantindo lucros. É o setor que administra os recursos de uma empresa.

Controle da tesouraria, contabilidade, contas a pagar e a receber,investimentos, riscos, planejamento financeiro da companhia e da divulgação dos seus resultados, tudo isso diz respeito ao departamento financeiro de um empreendimento.

A estrutura e rotina da área financeira podem variar de acordo com o porte da empresa. Em caso de uma microempresa, quem costuma exercer esta função é o proprietário da empresa. Já em empresas maiores, existe um setor responsável por esta atividade que é de suma importância para o bom funcionamento da companhia como um todo. Porém, independente do tamanho da empresa é importante consolidar um departamento financeiro, de forma a evitar bagunças e desorganizações dentro da empresa.

Conheça agora as áreas e tarefas financeiras para gerenciar os seus negócios:

Tesouraria: Responsável pela administração do fluxo de caixa da empresa, controles diários das entradas e saídas da empresa. A área da tesouraria tem contato direto com o dinheiro da empresa, suportando assim as tomadas de decisões estratégicas e o planejamento do empreendimento.

Contas a pagar e a receber: Responsável por controlar os vencimentos dos compromissos da empresa e também o controle dos recebimentos, ou seja, dentre as tarefas do departamento financeiro esta é aquela que cuida dos pagamentos a fornecedores, contas e também dos recebimentos por parte dos clientes.

Contabilidade: Responsável pelo controle de ativos e passivos da empresa, que são entendidos como bens e direitos que ela possui e suas obrigações, respectivamente. A partir desta análise de ativos e passivos é que a área de contabilidade possui extrema importância na hora da tomada decisão.

Fiscal: Responsável por todos os procedimentos tributários, para apuração de impostos, exercimento das exigências fiscais, controles da empresa e despesas da empresa. Importante para determinar qual o regime tributário mais favorável a empresa, dessa forma consegue-se evitar o pagamento indevido de impostos.

Planejamento Financeiro: Com a contabilidade estruturada, é possível fazer o planejamento financeiro da empresa, proporcionando a construção de um orçamento bem feito e analisando quando é a hora de investir ou cortar gastos. É um processo feito para se atingir um objetivo, por meio da criação de estratégias e metas traçadas para o futuro da empresa.

Gestão de riscos: Responsável pela análise dos riscos de mercado, de crédito, de câmbio, de operações, de liquidez e outros. Se torna necessária para conseguir antecipar riscos e até mesmo saber como agir para evitar problemas e reduzir o impacto.

Relação com os investidores: Com um departamento financeiro consolidado e transparente, é possível estabelecer uma ótima relação de confiança com os investidores e captar mais investimentos.

É importante atentar-se para todas essas áreas e tarefas, pois deixar a organização financeira de lado é extremamente nocivo para a saúde do empreendimento. Essa negligência é um retrocesso em direção ao crescimento e aumento do faturamento do negócio, afinal sem uma gestão financeira de qualidade não é possível projetar investimentos e reduzir custos dentro da realidade da empresa.

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *